segunda-feira, 18 de abril de 2016

FIAT 147 L - Prospecto de Lançamento

Guardo a anos o meu primeiro prospecto de automóvel, aquele que consegui ainda quando garoto em 1976, sobre o lançamento do FIAT 147 no Brasil e vou compartilhar aqui com todos. Este material é bem raro e  inédito na Internet ! Já se passaram 40 anos !!!
O Fiat 147 foi um carro revolucionário quando lançado no Brasil, primeiro veículo da nova fábrica brasileira apos muitos anos, a FIAT lançou um carro com motor transversal e tração dianteira, o primeiro fabricado no Brasil, em que havia grande aproveitamento do espaço interno, aonde até o pneu de estepe ficava na frente em cima do motor, aonde o pequeno motor de 1050 cm3 rendia muito mais e bebia muito menos que seu principal concorrente, o VW 1300L, o popular Fusca.
Palavras proféticas do fabricante FIAT logo no início, dizendo que vieram pra oferecer novos produtos, revolucionando a indústria automobilística no Brasil, após muitos milhões de carros  chegariam ao posto de primeiro fabricante em quantidade de veículos no Brasil.

O estilo era condizente com a época, com traseira inclinada e 3ª porta, por abrir totalmente.
Acabamento simples e ao mesmo tempo caprichado, o espaço interno que surpreendia. Lembro-me de ter entrado no carro em exposição na Feira Agropecuária de Goiânia (foi aonde ganhei este prospecto) e movido o volante, pra um garoto de 9 anos era novidade total essa interação livre com os automóveis em exposição !
Note os interruptores, são novidade por serem quadrados, numa época que os carros os tinham redondos. Em 1977 o Ford Corcel ganharia interruptores desse formato, antes de mudar a carroceria. Outro item diferente era a alavanca de comando do limpador do párabrisas do lado direito do volante. O botão do esguicho (manual) era ali abaixo da coluna de direção, com o rótulo "LAV".
Lembro do escapamento original desse carro e o barulhinho característico, principalmente quando tirava-se o pé do acelerador.

O motor era sem dúvida um destaque pela potência específica alta (brutos quase 55 cavalos por litro) e contido consumo. Lembro-me de andar num desses de um amigo e o bichinho esticava as marchas com gosto quando pisado, um carro muito divertido e estável !
Segurança, palavra que foi trazida à lembrança do consumidor com este carro, numa época aonde se fabricava ainda automóveis com colunas de direção inteiriça e aonde o Fusca costumava abrir as portas nas curvas se mal fechado ou ajustado (imagina isso sem usar os cintos de segurança!). Este carro já tinha a filosofia de deformação programada chamado Estrutura Diferenciada, com as extremidades deformando mais e o meio do carro protegendo os ocupantes. Comparando com seus concorrentes Fusca e Chevette era superior por já usar os pneus radiais e ter a válvula corretora de pressão de freio na traseira, evitando travagem dos pneus em freadas fortes.
Dentre os opcionais coisas básicas ficaram de fora, como o espelho retrovisor direito, mas foram lembrados o filtro de ar banhado em óleo para estradas poeirentas e vidros traseiros basculantes, pra amenizar o calorão tropical nosso. Desembaçador do vidro traseiro e rodas mais esportivas (porém de ferro) eram também oferecidas.

Todas as fotos : Xracer
Conteúdo pode ser copiado desde que citado a fonte, sem fins lucrativos.

6 comentários:

Douglas Antunes disse...

Sensacional! Curiosamente essa semana achei a Auto Esporte do lançamento do 147, primeiro de muitos produtos da Fiat aqui na nossa terra, e fiquei imaginando o impacto do lançamento do carrinho. É certo que ele não tinha a imagem de robustez de um Fusca (antes pelo contrário, a fama dele não era das melhores), mas era um carro muito moderno, com soluções mecânicas muito racionais e com um espaço interno dos melhores.

Tenho o "filho" dele, um Uno 2013 (chamado de Mille, para evitar confusão com o Novo Uno), e as virtudes dele me parecem ser correspondentes ao 147: econômico, ágil, manutenção simples e fácil, estabalidade excelente (divetido em curvas) e espaço interno muito bom.

Agradeço muito por ter compartilhado esse excelente material!
Grande abraço!

Xracer disse...

Douglas,

Tenho vários posts sendo preparados para publicação, com parte dos meus prospectos, material realmente dificil de achar na Internet, inclusive o prospecto de lançamento do Fiat UNO e do Chevrolet MONZA, dentre outros. A demora é porque estou morando fora agora e trabalhando muito, sempre preparo toda postagem para incluir mais informações, gasta-se um bom tempo na edição.

Obrigado por comentar, volte sempre !
Grande Abraço !

cRiPpLe_rOoStEr a.k.a. Kamikaze disse...

Minha mãe odeia Fiat, principalmente o 147, mas eu até tenho uma certa simpatia pela Panorama e pela 1ª geração do Fiorino. De certa forma me causa alguma surpresa que a Fiat não tenha entrado com força no mercado brasileiro mais cedo apesar da presença esporádica de alguns importados até '76, tendo em vista a influência dos colonos italianos em São Paulo e no Rio Grande do Sul e a oferta de modelos então adequados à realidade nacional que iam desde o 850 (que chegou a ser vendido até nos Estados Unidos embora tenha sido desfavorecido por uma decisão equivocada no tocante ao controle de emissões) até o jipão Campagnola.

A propósito: eu nem me considero fã da Fiat, mas quando tinha 13 anos morria de vontade de montar uma réplica do Fiat 500 usando motor da Honda CB500.

Xracer disse...


Meu primeiro Fiat foi um UNO CS 1985, que sendo à alcool e carburador era muito beberrão com o motor 1.3, regulei, limpei o carburador e troquei cabos e velas e mesmo assim o carrinho não fazia mais que 6,5 km/l na cidade. Nunca entendi porque, tive depois outro UNO CS 1991 e este a gasolina era muito econômico, fazendo mais de 14 km/l na cidade com o mesmo motor 1.3. Ambos tinham bons câmbios já.

Uma réplica do cinquecento (500) seria interessantíssima, mas teria que ser bem leve para contornar a falta de torque do motor de moto.

Kamikaze, obrigado por comentar ! Volte sempre, siga o Blog !

Edilson Mota disse...

Muito grato pelas imagens e informações, pois estamos restaurando Fiat 147 1977, e quando retiramos as capas dos bancos, para nossa surpresas, estes são exatamente como os que ilustram o prospecto, estas imagens usarei na vistoria de originalidade para obtenção das placas pretas. !!!!!!!

Xracer disse...

Fico muito feliz, Edilson, que essa postagem lhe seja útil para conseguir a placa preta de originalidade, Boa Sorte !